Cônsul da Letônia no Brasil Daina Gutmanis é condecorada na Letônia

Nesta sexta-feira, 03 de maio de 2019, a Cônsul Honorária da Letônia no Brasil, Dra. Daina Gutmanis, recebeu a Cruz de Reconhecimento (Atzinibas Krusts), de IIIª categoria pelo seu trabalho em prol da Letônia. A condecoração ainda ocorreu junto com a chegada da Bandeira Leta Viajante, a bandeira que percorreu o mundo no centenário da Letônia e terminou sua viagem nas mãos de Gutmanis, no dia 18 de Novembro de 2018.

A cerimônia da chegada da Bandeira ocorreu no Museu de História da Letônia, que será a casa definitiva da bandeira. Em seguida, a condecoração da Cônsul ocorreu no Castelo de Riga, sendo entregue pelo presidente da Letônia, Raimonds Vējonis.

Biografia

Daina Gutmanis nasceu em 08 de abril de 1958, em São Paulo – SP, filha de pais  vindos da Letônia como refugiados de guerra. Desde jovem sempre participou de atividades culturais letas, como exposições e datas comemorativas. Após participar num acampamento da juventude leta 2×2 nos EUA e em outro na Venezuela, ficou entusiasmada com o que aprendeu e junto com outros jovens letos latino-americanos resolveram fundar em 1977 a DLJA – Associação dos Jovens Letos da América do Sul e a BRALJA – Associação dos Jovens Letos do Brasil.

Em 1979 ajudou a organizar o primeiro acampamento de cultura leta no Brasil chamado “Saulaine”, realizado em Nova Odessa – SP, no qual participou a Sra. Vaira Vike-Freiberga como professora, sem imaginar que um dia ela viria a ser a Presidente da Letônia depois de 20 anos! Também ajudou a organizar a escola leta aos sábados na Igreja Luterana Leta de SP e ingressou na Corporação Estudantil Imeria de universitárias letas.

Daina Gutmanis (sentada, 3ª a direita) em uma reunião da DAKLA.

Na vida profissional, formou-se Engenheira Agrônoma em 1981 pela ESALQ – USP. Obteve os títulos de Mestre em Nutrição Animal e Pastagens em 1990 e de Doutora em Biologia Vegetal em 2004. Concluiu em 2006 curso de Especialização em Direito Internacional e Relações Internacionais. Sua Tese de Doutorado recebeu em 2004 o Prêmio de Melhor Trabalho Acadêmico conferido pelo Conselho Empresarial Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável.

Foi Pesquisadora Científica do Instituto de Zootecnia da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo de 1989 a 2013. De 2003 a 2009 exerceu cargo de Assessora de Pesquisa da Diretoria Geral do Instituto de Zootecnia e até 2013 coordenou um Grupo de Trabalho para implantação do Museu do IZ.

O Trabalho

Além das atividades profissionais ocupou vários cargos na Comunidade Luterana Leta de SP. De 2003 a 2010 foi secretária da ABCL – Associação Brasileira de Cultura Leta. Exerceu também o cargo de Presidente da DAKLA – Associação Leta da América do Sul e Caribe de 1997 a 2015, participando anualmente na Letônia da reunião da PBLA – Associação Mundial dos Letos Livres, onde são discutidas as necessidades de cada comunidade leta fora da Letônia.

Participou da comissão de organização da visita da Presidente da Letônia Vaira Vike-Freiberga a Nova Odessa em 2007,  do Primeiro Ministro Valdis Dombrovskis em 2011 e do Ministro da Defesa Raimonds Bergmanis em 2016. Realizou a exposição de fotos “Imigrantes Letos” em 2008 no Memorial do Imigrante, em São Paulo, em comemoração aos 90 anos de Proclamação da República da Letônia. Ainda em 2008 recebeu Diploma e Homenagem do Ministério de Relações Exteriores da Letônia pelo significativo trabalho. Em 2009 recebeu o título de “Cidadã Novaodessense” da Câmara de Vereadores de Nova Odessa.

Tendo se aposentado do serviço público em 2013, foi nomeada Cônsul Honorária da Letônia no Brasil, cargo exercido sem qualquer remuneração. Tem auxiliado tanto brasileiros quanto estrangeiros na regularização de documentos, prestando informações sobre o Brasil e sobre a Letônia a quem necessite além de assistência a letos presos no Brasil (24 até o momento). Participa e apoia as inúmeras atividades da ABCL – Associação Brasileira de Cultura Leta visando preservar e divulgar a cultura leta no Brasil. Em 2016 recebeu Homenagem do CONSCRE – Conselho Estadual Parlamentar das Comunidades de Raízes e Culturas Estrangeiras na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Participa do Coral Leto do Brasil e incentivou a participação deste Coral pela primeira vez no grande Festival da Canção e Danças da Letônia ocorrido em julho de 2018 em Riga. Em comemoração ao Centenário da Proclamação da República da Letônia, foi uma das idealizadoras e executoras do I Festival de Cultura Leta no Brasil, realizado em Novembro de 2018 em Nova Odessa e Americana – SP.

Em 08 de abril de 2019, por decisão da comissão presidencial das mais altas condecorações nacionais concedeu a Daina Gutmanis pelo trabalho relevante realizado para o bem da Letônia  a Cruz de Reconhecimento (Atzinibas Krusts), III categoria. Daina foi nomeada  Comandante da Ordem da Atzinibas Krusts.

 

Andreis Purim

Andreis Purim

Técnico em Eletrônica (UTFPR) e estudante de Engenharia da Computação na UNICAMP. Entusiasta da Cultura e História Leta.
Andreis Purim

Últimos posts por Andreis Purim (exibir todos)

Comments

comments

Publicado por

Andreis Purim

Técnico em Eletrônica (UTFPR) e estudante de Engenharia da Computação na UNICAMP. Entusiasta da Cultura e História Leta.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.